Contraste
Governo de Brasília

Notícias

 

Governador recebe gestores de seis áreas para monitorar projetos

AGÊNCIA BRASÍLIA

O governador Rodrigo Rollemberg recebeu, na tarde desta quarta-feira (25), gestores de seis áreas. O objetivo é monitorar projetos em andamento em diferentes órgãos. Divididas em três momentos, as reuniões foram acompanhadas pelo chefe da Casa Civil, Sérgio Sampaio, e pela secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos.

Primeiro, a diretora-presidente da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF), Ivone Resende Diniz, apresentou balanço dos editais já publicados neste ano: são oito até agora, sendo sete totalmente com recursos do governo local. Até o fim de 2016, a previsão é alcançar o total de 36 editais.

No mesmo encontro, representantes da Casa Civil, Relações Institucionais e Sociais detalharam iniciativas nas áreas de participação social. Também levaram a situação da plataforma que organizará o voluntariado nos setores públicos de Brasília. A medida dá continuidade ao decreto assinado em dezembro pelo governador que dá uniformidade à atuação de voluntários.

As atuações para fiscalizar e recuperar áreas públicas ocupadas irregularmente foram pontuadas pela diretora-presidente da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis), Bruna Pinheiro. Ela mostrou ainda dados sobre a evolução de calçadas acessíveis em Águas Claras, um projeto educativo da autarquia para que o setor privado cumpra regras de acessibilidade.

Também participaram: os secretários-adjuntos da Casa Civil, Fábio Rodrigues Pereira, de Assuntos Legislativos, José Flávio de Oliveira, de Relações Institucionais, Igor Tokarski, e de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Aguiar, além da assessora especial Mariana Salles — todos da Casa Civil.

Fazenda

Em seguida, o secretário de Fazenda, João Antônio Fleury, e equipe atualizaram a situação de projetos da pasta. Além do andamento de editais para parcerias público-privadas, destacaram o incremento de arrecadação do DF com o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de comércio eletrônico — que até agora é de cerca de R$ 54 milhões — e o desenvolvimento de ferramenta para identificar fraudes tributárias. Nesse último quesito, mais de R$ 1,6 milhão de créditos tributários consignados foram recuperados com o auxílio de tecnologia.

O secretário-adjunto Wilson José de Paula; os chefes das Assessorias de Estudos Econômicos Fiscais, Marco Antônio Lima, e de Gestão Estratégica e Projetos, Ivan Siqueira; e os auditores da pasta Paulo Proença e Rossini Dias estiveram no encontro.

Planejamento

A última reunião contou com resultados da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan). Na ocasião, os titulares dos órgãos apresentaram medidas que visam modernizar o sistema de gestão e diminuir gastos. Um exemplo é o desenvolvimento do sistema que permitirá trabalhar com projetos de maneira totalmente eletrônica.

Além disso, foram apresentados, por exemplo, os trabalhos feitos para ampliar a oferta de internet para os órgãos públicos por meio da rede GDFnet e o portal Brasília em Números.

Participaram ainda o presidente da Codeplan, Lucio Rennó; os secretários-adjuntos de Planejamento e Orçamento, Renato Brown, e de Gestão Administrativa, Marcelo Herbert de Lima; os subsecretários de Captação de Recursos, José Roberto Rego Paiva Fernandes Júnior, de Orçamento Público, Caio Abbott, e de Compras Governamentais, Leonardo Rodrigo Ferreira; e a coordenadora de Documentação, Informação e Conhecimento da Subsecretaria de Administração Geral, Débora Pariz — todos da pasta de Planejamento. 



Publicado em: 25/05/2016 às 09:42